Rádio Buscar

Veja o o vídeo do momento do rompimento da barragem em Brumadinho

Gravação foi feita pela própria Vale; imagens não foram divulgadas

PGlmcmFtZSBpZD0iX25pMTFyOXRqayIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9kdjVoZGJJTlRudz9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+
Cb image default
Divulgação

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou nesta sexta-feira que encaminhou à Polícia Federal (PF) o vídeo do exato momento em que barragem da Vale se rompeu em Brumadinho (MG). O reservatório era monitorado pela própria empresa por câmeras instaladas em uma área que não foi atingida pela lama.

— O vídeo servirá como material fundamental para apuração do que realmente lá ocorreu, podendo apontar erros, bem como servidor de aprendizado. Informo que esse material foi passado formalmente à Polícia Federal — disse o diretor-geral da ANM, Victor Bicca.

O governo não divulgou o vídeo. As imagens foram divulgadas hoje pela TV Bandeirantes. Além do vídeo, foi repassado aos policiais leitura de equipamentos e indicadores sistema de gestão de barragens. A PF investiga o desastre.

A ANM também informou que a última fiscalização presencial na barragem da Vale que se rompeu foi feita em 2016. Ao longo do ano passado, o órgão informou que foi realizada “de forma satisfatória” fiscalização documental na barragem.

Na terça-feira, cinco pessoas foram presas suspeitas de responsabilidade na tragédia. Dois engenheiros da empresa TÜV SÜD que prestavam serviço para a mineradora Vale foram presos em São Paulo. Em Minas, foram presos três funcionários da Vale. Empresa alemã, a TÜV SÜD certificou a barragem de Brumadinho.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.