Rádio Buscar

Tristeza: Paramédica permite que taxista se despeça dos filhos antes de morrer.

Júlio César Rodrigues, de 44 anos, foi esfaqueado 14 vezes por um casal que simulou corrida para roubar o carro, no interior de MT

Cb image default
Divulgação

Uma emissora de TV local registrou o momento em que o taxista Júlio César Rodrigues, de 44 anos, assassinado com 14 facadas, pôde se despedir dos dois filhos pequenos, antes de morrer, na noite de segunda-feira (11), em em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste).

Após socorrer Júlio, uma paramédica do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) permitiu que os filhos pudessem entrar na viatura para falar com o pai.

Primeiro foi à vez do menino, ele entrou e disse, oi pai. “O pai te ama te ama demais, filho”, disse Júlio que abraçou o menino. O menino desce do carro chorando e diz “volta logo pai”.

Na sequência, a paramédica diz, tem a outra filha, Júlio diz chorando e gemendo de dor, cade minha filha? A mulher responde, vem meu amor, vem ver o seu pai, entra aqui.

Ele abraça a menina e diz eu te amo, te amo filha. Na sequência, a mulher diz que vai levar o pai para fazer curativo, que logo ele volta.

Ele foi esfaqueado 14 vezez por Pablo da Costa Rodrigues e Jaqueline Ribeiro da Silva, que o contrataram para uma corrida entre Pontes e Lacerda e Vila Bela.

Mesmo ferido de morte, Júlio andou do matagal onde foi deixado até uma estrada vicinal, próxima a um vilarejo. Ele foi encontrado por volta das 20h40 da noite de segunda-feira (11) caído e com forte hemorragia interna. Após o socorro e a despedida dos filhos, foi levado para o hospital de Vila Bela, mas morreu quando era transferido para o Hospital Regional de Cáceres.

Os bandidos esfaquearam Júlio e fugiram levando o carro. O casal teria a Bolívia como destino, mas se perdeu, abandou o veículo e pediram carona. Só não contava que o carro que parou era uma viatura descaracterizada da Polícia Civil, que procurava pelos assassinos. Veja o vídeo emocionante da despedida entre pai e filhos pequenos, que teriam entre 5 e 7 anos de idade.

PGlmcmFtZSBpZD0iXzJqNXI0czY0ZiIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC82R2kwd2w4ZzRjUT9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.