Rádio Buscar

Dia Mundial do Rim: o que você deve saber para manter a saúde desse órgão

Dia de alertar para a importância do rim

Cb image default

Hoje, quinta-feira, 14, é celebrado o Dia Mundial do Rim, idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia com o objetivo de reduzir os impactos das doenças renais em todo o mundo. A Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) organiza a campanha nacional que, neste ano, tem como tema 'Saúde dos rins para todos'. Os nefrologistas destacam que todas as campanhas que a nefrologia abrange é com o intuito de minimizar o número de 2 milhões de mortes por ano, no mundo, relacionadas às doenças renais.

Cb image default
No Brasil, estima-se que aproximadamente 130 mil pessoas realizam o tratamento de hemodiálise. 

'A proposta durante a campanha é conscientizar a população que os rins são tão importantes quanto o cérebro, coração e pulmões. A doença renal crônica é aquela que afeta os rins e persiste por três meses ou mais modificando o funcionamento normal dos rins. Hoje é considerada epidêmica, pois é a sexta causa de morte no mundo.'

MARIA ELAINE LATOSINSKI

Nefrologista

Doença renal crônica afeta uma em cada 10 pessoas

Profissionais da área esclarecem que as doenças que mais levam à insuficiência renal são: hipertensão arterial, diabetes Mellitus e as Glomerulopatias. Eles explicam que existe uma estimativa de que a doença renal esteja num momento de crescimento. 'Hoje estima-se que uma em cada dez pessoas tenha alguma doença renal, e a nível mundial sejam 850 milhões.'

Nefrologistas apontam a importância das campanhas que permitem o resgate das pessoas sujeitas às doenças renais. 'Na grande maioria dos pacientes a causa da doença renal é indeterminada, pela falta de acompanhamento nas fases iniciais das doenças, principalmente, nos países em desenvolvimento, pela dificuldade de acesso da população aos serviços de saúde.'

Segundo eles, a importância de um exame de sangue simples chamado 'creatinina', que um médico de qualquer especialidade pode solicitar, já pode indicar se o indivíduo tem, ou não, algum comprometimento renal. 'A creatinina é uma substância que é dosada no sangue e é específica para avaliar a função dos rins, como filtro dos líquidos do corpo. Quando eles apresentam alguma doença, a creatinina se eleva no sangue. É um exame simples e feito em qualquer laboratório, com valor acessível.'

Além disso, garantem  ser essencial as visitas periódicas ao médico e principalmente ao nefrologista em caso de alguma alteração da função renal. 'Isso com certeza minimiza as chances dos pacientes virem a apresentar falência renal e necessitar de hemodiálise ou algum outro tipo de tratamento que substitua a função dos rins.'

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.