Rádio Buscar

TENTANDO SE DAR BEM DE QUALQUER JEITO... PRF Intercepta Comboio De Seis Ônibus Com 224 Bolivianos

Cb image default

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) interceptou, em Terenos (MS), um comboio de seis ônibus fretados com 224 passageiros bolivianos sem autorização de entrada no Brasil.

Seis ônibus foram abordados pela Polícia Federal, após suspeita de transporte irregular, tendo bolivianos como passageiros. 

Pelo menos 200 passageiros viajavam nos veículos, e agora, serão deportados para a Bolívia a qualquer momento. 

Os coletivos foram escoltados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em cinco viaturas até o pátio da PF do Aeroporto Internacional de Campo Grande. 

Um dos ônibus já foi vistoriado e, aparentemente, nenhum material contrabandeado ou droga foi encontrado. 

Enquanto aguardam enfileirados a conclusão dos trabalhos, os bolivianos reafirmam a versão de que estavam indo fazer compras em São Paulo. 

Muitos, no entanto, sequer entendiam o que estava acontecendo ou evitavam falar. 

“No entiendo, no entiendo”, repetiam alguns dos bolivianos ao serem questionados sobre a viagem. 

Suzana Paz, de 40 anos, é uma das passageiras e admite que não tirou visto para viagem, ou seja, entrou no país de forma ilegal. 

Desde sábado (14), a entrada de estrangeiros via terrestre no país também está proibida em razão da contaminação por Covid-19. 

A medida vale por 30 dias. 

De acordo com a PORTARIA Nº 518, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2020, a entrada de estrangeiros de qualquer nacionalidade está proibida no Brasil, devido às medidas de saúde relacionadas à pandemia da covid-19

“Esta é a segunda vez que faço o trajeto, na primeira vez eu tinha documentação, mas agora não”, comentou. 

Ela conta que tem um “mercadinho” na Bolívia e estava indo comprar “alimentos” em São Paulo, mas não detalhou qual o tipo de mercadoria. 

Outra passageira, que não quis se identificar, disse que saiu da Bolívia também com destino a São Paulo para comprar café que revenderia em sua feira em Corumbá. 

Ainda segundo as informações, a Polícia Federal investiga se a vinda dos bolivianos, a partir da fronteira brasileira com a Bolívia, tem relação com a atuação de “coiotes”, como são conhecidas pessoas que atuam na entrada sem documentação correta de estrangeiros.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.