Rádio Buscar

Operação mira bloqueio de R$ 32 milhões de indiciados por ‘máfia dos consignados’ em Corumbá

Cb image default

Deflagrada ontem (15) em Campo Grande e Corumbá, a Operação Cornucópia II mira o bloqueio de R$ 32 milhões de indiciados. A Polícia Federal confirmou decisão judicial que determinou o sequestro de bens e valores. O montante equivale a pouco mais da metade do estimado em danos aos cofres públicos pelo esquema investigado – R$ 60,6 milhões.

Conforme a PF, 101 servidores foram indiciados por peculato e organização criminosa na segunda etapa da Cornucópia. Em Campo Grande, os policiais apreenderam dois veículos em endereços residenciais, um Ford Fusion e um Ford Ecosport. Ao todo, sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta quinta-feira. Com o indiciamento, cabe ao Ministério Público analisar as provas e, então, apresentar denúncia à Justiça.

A organização criminosa consistia no “recrutamento” de servidores municipais de Corumbá que, com o holerite alterado, iam até uma instituição financeira e contratavam empréstimos com consignação de pagamento em folha. Depois, os servidores sacavam o dinheiro e repassavam parte do valor, ou o valor total, para integrantes da cúpula do esquema.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Tempo no momento