Rádio Buscar

Homem é preso ao manter criança de 2 anos, amarrado com coleira de cachorro

Mãe do menino denunciou o caso à polícia e disse que também era agredida pelo tio. Suspeito negou o crime e afirmou que o vídeo "era uma brincadeira". Caso ocorreu em Chapadão do Sul, no Mato Grosso do Sul.

PGlmcmFtZSBpZD0iX2lydjF1OXdzdyIgc3JjPSJodHRwczovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS9lbWJlZC9PdVpnS0Z1OEEwdz9yZWw9MCZhbXA7YW1wO3Nob3dpbmZvPTAiIGZyYW1lYm9yZGVyPSIwIiBhbGxvd2Z1bGxzY3JlZW49IiI+PC9pZnJhbWU+
Cb image default
Divulgação

Um homem de 37 anos foi preso após denúncia de violência doméstica da própria sobrinha. A jovem de 19 anos afirmou que ela e o filho de dois anos eram agredidos pelo tio, e que a criança era mantida presa com uma coleira de cachorro. O flagrante ocorreu na terça-feira (20), em Chapadão do Sul, na região Nordeste do Mato Grosso do Sul.

Na delegacia, onde registrou boletim de ocorrência e pediu medidas protetivas de urgência, ela mostrou um vídeo do menino preso, gravado pelo próprio agressor. Ela também solicitou medidas protetivas de urgência.

No depoimento, a jovem disse que o filho também era vítima era agredido pelo suspeito e chegou a mostrar um vídeo gravado pelo próprio agressor, no qual ele mantém a criança presa com uma coleira de cachorro, ressaltando ser castigo.

Segundo o relato da vítima, o homem "chegou a arremessar objetos" contra ela e ainda ameaçá-la com um facão. A Polícia Militar (PM) foi acionada, porém, não conseguiu encontrá-lo no local, sendo o suspeito preso horas depois pelo Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil.

O suspeito, que possui antecedentes por tráfico de drogas, deve responder pelos crimes de injúria e ameaça contra a mulher e maus-tratos contra o garoto, segundo afirmou ao G1 o delegado Felipe Potter, responsável pelas investigações.

"A vítima disse que já tem um tempo que sofre esse tipo de agressão, principalmente xingamento e humilhação. Ontem ele preso em flagrante e, automaticamente, instaurado o inquérito policial para relatar os fatos. Ele foi interrogado e disse que não bateu na jovem e que era uma brincadeira o vídeo. O próximo passo agora é relatar o inquérito policial e aguardar a decisão do poder judiciário sobre a prisão dele", finalizou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.