Rádio Buscar

Caminhonete descrita por Trutis não teria como protagonizar atentado, diz PF

Cb image default
Divulgação

A descrição dada pelo deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) sobre o veículo supostamente envolvido em atentado contra ele, em fevereiro deste ano, levou a Polícia Federal a uma caminhonete “velha e que não desenvolve grande velocidade”, conforme relato do próprio dono do carro.

Trutis contou com detalhes à polícia que os disparos contra o Toyota Corolla em que estava teriam vindo de um “de um veículo L200 azul bem escuro”. A placa terminaria em 18, “com certeza”, e seria do modelo antigo, anterior ao padrão Mercosul atual.

Com a informação, a Polícia Federal recorreu à PRF (Polícia Rodoviária Federal) e outros bancos de dados para encontrar carros compatíveis. Centenas de veículos passaram pelo filtro dos investigadores, até que encontraram um único modelo Mitsubishi L200 azul, localizado em Dourados – distante 230 quilômetros de Campo Grande.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Tempo no momento