Rádio Buscar

Mantida prisão do acusado de espancar mulher até a morte por furto de celular

Cb image default

A 1ª Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou habeas corpus a Nailson Ferreira dos Santos, acusado de espancar até a morte Ana Rosa da Silva, por suspeitar que ela tivesse furtado um celular. O crime ocorreu no dia 3 de dezembro de 2016, em Cassilândia, a 430 quilômetros de Campo Grande. O corpo da vítima foi escondido em um córrego nas proximidades.

A defesa recorreu alegando excesso de prazo no andamento do processo, mas teve o pedido rejeitado. “ Inexiste excesso de prazo Na formação da culpa, quando o processo original tramita normalmente, com impulso oficial, não se constatando desídia da autoridade impetrada, sendo que o atraso relaciona-se às peculiaridades do feito (multiplicidade de réus e defesas, necessidade de expedição de cartas precatórias, interposição de recursos etc)”, disse o desembargador José Eduardo Neder Meneghelli, relator do processo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Tempo no momento