Rádio Buscar

Bloco supostamente organizado pelo tráfico é barrado pela Justiça no RJ

Se a determinação for descumprida, será aplicada multa no valor de R$ 500 mil

Cb image default
© Reprodução / Redes Sociais

O desfile do bloco Badalo, em Quissamã, no interior do Rio de Janeiro, foi suspenso por decisão da Justiça do Rio. A decisão da Promotoria de Justiça de Carapebus/Quissamã e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) foi favorável para determinar que o município exclua o bloco da programação.

Segundo destaca o jornal Extra, os organizadores do bloco enfrentam um processo por tráfico de drogas em Quissamã. Além disso, o grupo foi recentemente denunciados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), na Operação Apnéia, que culminou com a prisão de 17 traficantes.

Um dos organizadores do bloco, Rodolfo Alberto Dorador Espinoza Júnior, alvo da operação, está foragido com prisão preventiva decretada pela Justiça. Outro integrante, Igor Ribeiro Rosa, vulgo DJ Charuto, está preso por força de mandado de prisão cumprido durante a ação policial no fim de janeiro.

A publicação destaca ainda que o Juízo da Vara Única de Quissamã acatou alegou que o desfile do bloco Badalo colocaria em risco pessoas, inclusive menores de idade, que poderiam ser alvos de traficantes. Se a determinação for descumprida, será aplicada multa no valor de R$ 500 mil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.