Rádio Buscar

O CORAÇÃO FALA MAIS ALTO... Menina Salva Irmã Após Sofrer Ataque De Pitbull

Cb image default

Uma menina, de seis anos de idade, voltou à escola após se recuperar de um grave ferimento causado por um ataque de cachorro. 

Sua irmã foi elogiada depois de intervir e revidar. 

Maddie Schisler e sua irmã mais velha, Kylee Schisler, de nove anos, estavam na casa de Jonesboro, no Arkansas. 

Foi quando o pitbull de seu pai atacou a criança no quintal, enquanto a outra também brincava do lado de fora.

“O cachorro começou a cheirar e morder o casaco. 

Então começamos a correr e o cachorro simplesmente a agarrou pelo braço e a jogou no chão. 

Ele também mordeu o pescoço dela”, disse Kylee. 

A vítima afirmou que ficou muito assustada enquanto o cachorro a mordia.

“Eu não sei como ele pegou meu pescoço e meu braço, não senti nada”, comentou Maddie, apontando para o colar cervical. 

Os familiares disseram que este não é o primeiro encontro que tiveram com o animal de estimação, que estava hospedado com o pai. 

Com tudo acontecendo tão rápido, a irmã disse que teve que pensar rapidamente para ajudar sua irmãzinha.

“Peguei um graveto muito grosso e bati na parte de trás da cabeça do cachorro, mas ele não largava a Maddie, então eu estava gritando pelo papai”. 

Quando percebeu o que estava acontecendo, as meninas disseram que ele e seu colega de quarto puxaram o animal para longe da garota e começaram a pressionar os ferimentos que estavam sangrando.

Kylee chamou o 911 em busca de ajuda e, momentos depois, o pai chamou a mãe para que ela soubesse o que havia acontecido. 

“Eu realmente não sabia se ela ficaria bem ou não, e isso foi realmente muito assustador”, diz a mãe das meninas, Amber Duvall. 

A pequena foi transportada de avião para o Hospital Infantil LeBonhuh, segundo um amigo da família. 

Ela tinha vários ferimentos, incluindo costela e vértebra quebradas, danos nos nervos e nos músculos e coágulo sanguíneo.

“Eu tentei não chorar porque, se eu chorasse, isso a deixaria chateada”, afirmou Kylee, enquanto observava a irmã na cama do hospital sendo tratada pela equipe. 

Maddie voltou para a escola na semana passada, depois de ficar alguns dias fora, e agora precisa sentar em uma mesa e cadeira especiais feitas para deixá-la confortável. 

No entanto, ela tem problemas para escrever com a mão não dominante, já que a mão que ela escreve também sofreu danos.

Duvall disse que a filha começará a terapia ocupacional e poderá iniciar fisioterapia no futuro. 

A irmã mais velha expressou como estava agradecida a Deus por a manter aqui na terra e quão pior poderia ter sido. 

“Deus estava lá na hora e no lugar certo, então sou grata por isso”, disse a garota. 

“Mesmo eu e Kylee brigando muito, ainda nos amamos”, diz Maddie, com um sorriso no rosto.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.