Rádio Buscar

SEXTA FEIRA SANTA

Cb image default
Divulgação

Um dia que vai muito além de um feriado. Um momento de reflexão, agradecimento e reverência a Jesus, que sofreu e morreu por nós em um ato de amor que será lembrado para sempre, por todas as gerações. A bondade e o perdão que Ele nos ensinou a cultivar através de seu exemplo é o que deveria nos guiar para que o nosso dia e toda nossa vida, e para que a Sua luz nunca se perca dentro de nós.

Assim deveria ser esse Dia, esta data tão importante, mergulhado em bênçãos, repleto de preces e alegrias profundas e também, da abstinência de tudo aquilo que nos faz mal. O que deveria ser uma data para refletirmos sobre os nossos atos e, especialmente, para darmos graças pela vida que temos e pelo amor incondicional que recebemos de Deus, hoje para uma parcela da população é apenas mais um feriado somando ao sábado e domingo, uma extensão de 72 horas de passeios, lazer e outras mais, com exceção dos fiéis que mantém a tradição desta data para oração e reflexão.

Neste dia temos o dever de refletir sobre os nossos atos e ver se estamos realmente fazendo jus ao sacrifício que Jesus fez e estamos vivendo nossas vidas pelo caminho do amor e da caridade. Temos sim que pensar no sacrifício de Jesus, que na Cruz do Calvário disse "Pai perdoem, eles não sabem o que fazem”.

Não foi à toa que Jesus disse essas palavras aos Seus discípulos recém nascidos. Para Ele, esse era e sempre será o maior de todos os ensinamentos: ame e perdoe. Quando Ele estava sendo crucificado Ele não usou da Sua autoridade para nos prender, ainda que Ele tivesse toda razão em fazê-lo. Não, Ele não fez isso. Ao invés de nos prender, Ele nos liberou para encontrá-LO. Essas foram às palavras de Jesus.

Não muito diferente das histórias passadas, nos tempos atuais continuamos a ver pessoas injustiçadas, perdendo suas casas e vidas negligenciadas por autoridades governamentais que só tomam "providências " depois da tragédia. O tempo passa e as coisas continuam da mesma forma.

Sabemos pela Palavra de Deus, "quando o justo governa o povo se alegra.” De fato sim, mas quando o ímpio domina, o povo geme pelo desemprego, insegurançaaltos impostos, criminalidade crescente, corrupção e disputas políticas em todas as esferas do poder...

O ímpio jamais terá compromisso com um governo que reflita a manifestação do reino de Deus na terra. O governo do justo acredita na soberania de Deus na história. Sabe que nada pode fazer sem a direção, o controle e a intervenção do trono da graça.

A morte de Cristo foi consumada com seu sangue derramado, como preço pago por nosso resgate. É nela que encontramos nosso mais puro e verdadeiro sentido de libertação e cura dos males da sociedade. Ah! Se entendêssemos essa mensagem, já teríamos deflagrado um mundo novo. Que de nós pudéssemos emanar só bons sentimentos e boas ações.

Que Deus salve nossas vidas! Que Deus salve nossas famílias! Que Deus levante homens e mulheres cheios do Espírito Santo para cumprirem essa tarefa necessária e urgente.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.