Rádio Buscar

O CRIME PERFEITO

Cb image default

Dos filmes de ficção de Hollywood à realidade. As razões são sempre as mesmas, só mudam os nomes dos personagens – ódio, ciúmes, ambições desenfreadas, ganância, frustração sexual, ingredientes estes que se reúnem para o ‘Crime Perfeito’.

Examinando-se casos concretos, vivenciamos, atualmente no Brasil, um clima de significativa insegurança. Milhares de brasileiros são assassinados por ano de forma cruel e covarde. O pior é que a maioria desses crimes, apesar do esforço de alguns, não são sequer investigados e esclarecidos. As causas são várias: roubo, passional, vingança, drogas, bebidas alcoólicas, etc. Ademais, existe uma forma de infração extremamente lamentável numa sociedade dita democrática. É o crime de natureza política. Aconteceram vários nos últimos anos no Brasil. Recentemente tragédias que deixam seqüelas irreparáveis, como do incêndio no CT do Flamengo ao desastre de Mariana e Brumadinho que sobram exemplos de negligência e impunidade ; e as atrocidades, como o assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson, bem como do atentado, quase fatal, de Jair Bolsonaro com repercussão internacional ocorreram. É triste, mas somos irmãos vivendo num ambiente onde o ódio se destaca e o amor vem desaparecendo. Lembremo-nos de Shakespeare: "Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor".

Isso nos faz refletir que o mundo pode ser cheio de defeitos, mas é construído de grandes obras. Para onde vamos, podemos ir por dois caminhos: pelo mais fácil, pode ser mais rápido, porém, logo chegaremos ao abismo; o outro é o da competição, antes suamos muito, mas, ao final, subiremos ao pódio. Ninguém pode seguir nem repetir erros alheios e soluções exemplares é tudo que podemos e devemos demonstrar ao público e a nós próprios. A vida é um dom de Deus, e somente Ele sabe o momento de extinguí-la.

Por sua vez, nessas difíceis ocasiões, antes de qualquer atitude, a Fé e o exercício da reflexão ajudam numa saída honrosa. Sejamos fortes e venceremos as crises. Muitos dependem da nossa liberdade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.